• Criança

Criança e Adolescente

14/11/2012

CAMPANHA - MP-PR lança campanha “Conte até 10” na próxima segunda-feira (19)

O Ministério Público do Paraná faz, na próxima segunda-feira, 19 de novembro, o lançamento regional da campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude". Criada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP), com o apoio da Secretaria Nacional de Justiça e do Conselho Nacional de Justiça, a campanha tem o objetivo de combater os homicídios cometidos sem reflexão e aqueles que ocorrem após desentendimentos banais.

O lançamento no Estado será realizado às 10h, no Colégio Estadual Aníbal Khury Neto (Rua Avelino Mantovani, 430), no bairro Uberaba, em Curitiba, com estimativa da presença de cerca de 500 pessoas da comunidade, além de autoridades estaduais. Participarão do lançamento o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia; o vice-governador e secretário de Educação do Estado do Paraná, Flávio Arns; a secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes, o secretário de Estado de Segurança Pública, Cid Marcus Vasques, o vice-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Onésimo Mendonça de Anunciação, representante da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Paraná, além do coordenador estadual da campanha "Conte até 10", promotor de Justiça Paulo Markowicz de Lima.

Ações - A campanha estadual deve envolver juízes e promotores, com ações nas comunidades, no intuito de conscientizar que mesmo os conflitos mais banais podem levar ao homicídio. Em Curitiba, neste mês e em dezembro, o Ministério Público já programou palestras em associações de moradores, localizadas em bairros onde estão instaladas Unidades Paraná Seguro (UPS). "Estão previstas palestras do "Conte até 10" nas escolas, principalmente de ensino médio, pois os índices de homicídios tendo jovens como vítimas têm crescido assustadoramente nos últimos anos", afirma o promotor de Justiça Paulo Markowicz de Lima. "O objetivo é prevenir o confronto na convivência cotidiana que possa levar ao crime. Propor que se conte até dez antes de começar uma briga ou discussão. Divulgaremos o tema em reuniões de associações de moradores, proferiremos palestras em escolas, bem como envolveremos os meios de comunicação e associações comerciais e sem fins lucrativos, com a finalidade de diminuirmos os índices de crimes com conteúdo de violência com origem em discussões familiares, conflitos entre aluno e professor, desentendimentos entre motoristas no trânsito, etc.".

Apoio de esportistas - A campanha, lançada nacionalmente no dia 8 de novembro, em Brasília, conta com o apoio dos lutadores de MMA Anderson Silva e Júnior Cigano, bem como dos judocas Leandro Guilheiro e Sara Menezes, que cederam suas imagens e gravaram vídeos nos quais falam que, mesmo sendo muito preparados para enfrentar qualquer briga, "contam até 10", pois a raiva passa e a vida fica. No Estado, o lutador paranaense de MMA Maurício "Shogun" Rua também contribuirá com a campanha. Há também jingles que serão veiculados nas emissoras de rádio. "A ideia foi realizar uma campanha que prestigiasse e valorizasse a vida", disse a conselheira Taís Ferraz, coordenadora do Grupo de Persecução Penal da Enasp, no dia do lançamento nacional da campanha. Segundo ela, os atletas foram convidados porque cultivam uma atitude de paz em suas vidas pessoais.

Dados - No lançamento nacional da campanha, o procurador-geral da República e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público, Roberto Gurgel, apresentou dados compilados pelo Conselho relativos a 16 unidades da federação, que mostram que, na maior parte dos estados, mais de 50% dos crimes de homicídio resulta de ações impulsivas ou são cometidos por motivos fúteis.

No Paraná, estimativa feita a partir de informações das Promotorias de Justiça ligadas à área criminal mostra que cerca de 21% dos casos de homicídio estão relacionados à motivação banal, conjugada com a embriaguez. Soma-se, ainda, a este número os crimes praticados em função de violência doméstica (7%) e os passionais (2%).
(Vide "Motivação dos crimes de homicídios")

Veja o hotsite da campanha.

Leia matéria com dados nacionais.

Veja e ouça os vídeos e jingles da campanha.

Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação MP-PR
(41) 3250-4228/4439

[Fonte: Portal MP-PR - Notícia - 14/11/2012]

  

Vídeos da Campanha:

 

Matérias relacionadas: (links internos)
»  Campanhas & Programas
»  CAMPANHA - “Conte até 10. A raiva passa. A vida fica.” (Notícia - 08/11/2012)
»  Motivação dos crimes de homicídios

  

Referências: (links externos)
»  Campanha "Conte até 10. A raiva passa. A vida fica."
»  Canal YouTube - Conselho do Ministério Público
»  CNJ - Conselho Nacional de Justiça
»  CNMP - Conselho Nacional do Ministério Público
»  ENASP - Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública
»  Ministério da Justiça

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem