• Cabeçalho Criança e adolescente

Criança e Adolescente

10/03/2014

PUBLICAÇÃO - Todos podemos... É disso que se trata!

 

Conheça “Todos podemos... É disso que se trata”, que incentiva professores, educadores e lideranças comunitárias a falar sobre os direitos de crianças e adolescentes com deficiência.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância - UNICEF disponibiliza a partir deste mês as versões digitais, no formato PDF, das publicações "Todos podemos... É disso que se trata!", tanto do guia de aprendizagem quanto do caderno explicativo da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência - ambas edições lançadas em dezembro último. O objetivo da publicação é divulgar e conscientizar a sociedade, particularmente crianças e adolescentes, sobre os direitos humanos relativos às pessoas com deficiência.

Leia abaixo a notícia do lançamento dos livros.

Os livros contém a versão em língua portuguesa do "It’s about ability", publicado em 2008 pelo UNICEF em conjunto com a Fundação Victor Peneda. A partir da parceria estabelecida em 2009 entre o UNICEF e o RIOinclui - Obra Social da Cidade do Rio de Janeiro, esta publicação foi traduzida, e posteriormente submetida a um grupo de trabalho composto por representantes de órgãos governamentais e instituições não governamentais, com proficiência na área dos direitos humanos relativos às pessoas com deficiência, para validação técnica e adequações necessárias.

Leia abaixo a apresentação da versão brasilera.

A Convenção

A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e o seu Protocolo Facultativo foram elaborados a partir da mobilização de organizações, ativistas de direitos humanos, representantes governamentais que atuam na área de defesa e garantia dos direitos humanos relativos à pessoa com deficiência. Suas ideias centrais são: a equidade de oportunidade, enfrentamento à discriminação e o aumento do poder das pessoas com deficiência. Esse tratado internacional foi aprovado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em dezembro de 2006, e assinado por mais de 100 países - entre eles o Brasil.

Leia o Decreto nº 6.949/2009, de 25 de agosto de 2009, que promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova Iorque, em 30 de março de 2007.

Luciane Maria Duda
Promotora de Justiça

 

- Download PDF -

Todos podemos... É disso que se trata!
Uma explicação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência
Autores: Victor Pineda Foundation e Fundo das Nações Unidas para a Infância - UNICEF
(A versão brasileira é fruto da parceira entre UNICEF e RIOinclui)
[Fonte: UNICEF]
Download:         [ opção 1 ]         [ opção 2 ]
(formato PDF - tamanho 0,69MB - 28 págs - Agosto, 2013)

- Download PDF -

Todos podemos... É disso que se trata!   (guia)
Guia de aprendizagem da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência
Autores: Victor Pineda Foundation e Fundo das Nações Unidas para a Infância - UNICEF
(A versão brasileira é fruto da parceira entre UNICEF e RIOinclui)
[Fonte: UNICEF]
Download:         [ opção 1 ]         [ opção 2 ]
(formato PDF - tamanho 1,74MB - 97 págs - Agosto, 2013)

 

Publicação explica direitos das pessoas com deficiência para crianças

Todos podemos... É disso que se trata!

Publicação explica direitos das pessoas com deficiência para crianças

Foi lançada dia 04/12/2013, no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio de Janeiro, a coleção "Todos podemos… É disso que se trata", uma parceria da Rio Inclui com o UNICEF. Estas publicações são uma versão traduzida da coleção "It’s About Ability" de autoria da UNICEF e da Fundação Victor Pineda, que explicam a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU para crianças.

O objetivo da publicação é divulgar e conscientizar a sociedade, particularmente crianças e adolescentes, sobre os direitos humanos relativos às pessoas com deficiência.

Além do livro voltado para o público infanto-juvenil, foi também desenvolvido um guia de aprendizagem com orientações para educadores sobre como abordar questões relativas à deficiência com as crianças. Segundo Isabel Meneses, da RIOinclui, a versão brasileira foi adaptada à nossa realidade e validada por especialistas envolvidos com a temática da deficiência.

A coordenadora do escritório do UNICEF no Rio, Luciana Phebo, destacou a importância de superarmos as desigualdades que afetam a vida desses meninos e meninas.

O livro será distribuído em escolas da rede pública e particular, visando mudar paradigmas nas concepções, atitudes e abordagens em relação às pessoas com deficiência.

Trechos da publicação:

"As diferenças entre as pessoas do nosso mundo são um tesouro a ser valorizado e partilhado por todos."
Victor Pineda

O que você pode fazer?

É importante mudar atitudes e regras para que as crianças com deficiência possam ir à escola, brincar e participar de atividades que toda criança quer participar. A sua escola inclui as crianças com deficiência nas aulas e em todas as outras atividades? Os seus professores ouvem e respondem aos estudantes com deficiência Existe uma rampa, um intérprete de língua de sinais ou recursos de tecnologia assistiva? Ótimo! Então sua escola trata as crianças com deficiência de maneira justa, dando a elas uma chance igual de aprender.

Mais informações sobre as publicações podem ser obtidas na RIOinclui
Tel - 21 2976-9164
E-mail - rioinclui@rioinclui.org.br
http://www.rioinclui.org.br/
http://www.unicef.org.br/

Equipe Inclusive

[Fonte: Inclusive - 05/12/2013]

 

Apresentação da versão brasilera

Agosto de 2013

É com enorme prazer que apresentamos esta versão em língua portuguesa do livro It’s about ability - An explanation of the Convention on the Rights of Persons with Disabilities, publicado em 2008 pelo UNICEF e Fundação Victor Peneda, com o propósito de divulgar e conscientizar a sociedade, particularmente crianças e adolescentes, sobre os direitos humanos relativos às pessoas com deficiência.

Em especial, esta publicação, aos nossos olhos, é uma importante ferramenta para minimizarmos as barreiras atitudinais em relação à participação plena das pessoas com deficiência em nossa sociedade, tendo como objetivo difundir as principais ideias da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e o seu Protocolo Facultativo.

A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e o seu Protocolo Facultativo foram elaborados a partir da mobilização de organizações, ativistas de direitos humanos, representantes governamentais que atuam na área de defesa e garantia dos direitos humanos relativos à pessoa com deficiência. Suas ideias centrais são: a equidade de oportunidade, enfrentamento à discriminação e o aumento do poder das pessoas com deficiência. Esse tratado internacional foi aprovado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em dezembro de 2006, e assinado por mais de 100 países, entre eles, o Brasil, em Nova Iorque em 30 de março de 2007.

A Convenção, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), é um instrumento de garantia de direitos humanos, com explícita dimensão de desenvolvimento social. Ela reafirma que todas as pessoas, com quaisquer tipos de deficiência, devem gozar de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais - e esclarece exatamente como essas devem ser aplicadas. Além disso, identifica especificamente áreas em que são necessárias adequações para permitir que as pessoas com deficiência exerçam efetivamente seus direitos e afirma que, quando esses forem violados, sua proteção deve ser reforçada.

Assim, em 2009, a partir de parceria estabelecida entre o UNICEF e o RIOinclui - Obra Social da Cidade do Rio de Janeiro (OSCRJ), esta publicação foi traduzida, e posteriormente submetida a um grupo de trabalho composto por representantes de órgãos governamentais e instituições não governamentais, com proficiência na área dos direitos humanos relativos às pessoas com deficiência, para validação técnica e adequações necessárias.

A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência coloca no seu "Artigo 1 - Pessoas com deficiência são aquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdades de condições com as demais pessoas."

Compreendemos que as barreiras, em sua maioria, não são físicas, mas construídas com base nas diversas concepções sobre as deficiências.

O livro "Todos podemos... é disso que se trata" será um instrumento de conscientização de crianças e adolescentes, alunos de escolas públicas e particulares, visando mudar paradigmas nas concepções, atitudes e abordagens em relação às pessoas com deficiência.

Todos podemos... É disso que se trata!

É isso que todos precisamos saber!

A mudança começa por nós!

Boa leitura!

 

Cristine de Souza Assed Paes
Diretora Presidente
Obra Social da Cidade do Rio de Janeiro
Gary Stahl
Representante do UNICEF no Brasil
Fundo das Nações Unidas para a Infância

 

Matérias relacionadas:   (links internos)
»   Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência
»   Declaração dos Direitos das Pessoas Deficientes
»   Notícias: Saúde
»   Publicações: Crianças com Deficiência
»   Saúde

Download:   (arquivo PDF)
»   Todos podemos... É disso que se trata!   (caderno)
»   Todos podemos... É disso que se trata!   (guia)

Referências:   (links externos)
»   Inclusive - Inclusão e Cidadania
»   RIOinclui - Obra Social da Cidade do Rio de Janeiro
»   UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem